Catanduva

Grupo Virgulino de Oliveira vai parcelar dívida em 20 vezes

Sindicato da Alimentação divulgou o acordo realizado em audiência que aconteceu na última semana.

Por meio das redes sociais o SINAL anunciou que o Grupo Virgulino de Oliveira firmou um acordo na audiência de conciliação realizada no dia 11,  no Centro Integrado de 2º Grau do Tribunal Regional do Trabalho, em Campinas. Com o acordo as pendências trabalhistas podem ter fim, no que diz respeito ao processo que está em andamento na 2ª vara do Trabalho de Catanduva.

Os termos do acordo dizem que após a liberação dos valores pendentes, relacionados à venda de parte do imóvel rural da Fazenda São José da Borboletas, arrematado por um total de R$ 27 milhões. Desse valor foram tiradas as 5 parcelas pagas em 2 depósitos, que os trabalhadores já receberam.  “As empresas comprometeram-se a integralizar pagamentos, num total de R$ 40.000.000,00, em 20 parcelas mensais, de R$ 2.000.000,00 cada uma, a partir de 25 de fevereiro, estando incluída neste valor a quitação de todos os débitos com os trabalhadores e sindicatos devidos até o mês de abril de 2015, aí já incluídos juros e correção monetária, exceto em relação às contribuições ao FGTS, que já foi objeto de parcelamento do Grupo GVO com a Caixa Econômica Federal e que estão sendo recolhidas junto ao gestor”, afirmou o sindicato.

Outro ponto acordado é que caso haja inadimplência, será aplicada uma multa de 20% em relação a parcela não efetivada. O processo trabalhista ficará suspenso até o cumprimento do acordo, conforme afirmou o jurídico do sindicato. “A celebração deste acordo deverá encerrar um problema que afetava um universo de mais de 6.478 trabalhadores, a maioria dos quais ainda trabalha nas empresas que compõem o Grupo GVO”.

Fotos e Informações: SINAL

 

Clique para Comentar

Deixe uma resposta

Topo